Centrais ajudarão no envio de oxigênio da Venezuela para Manaus

As centrais sindicais brasileiras vão apoiar e ajudar o envio de oxigênio da Venezuela a Manaus, capital do Amazonas, diante da escassez desde o dia 14 de janeiro de 2021 deste produto essencial para o tratamento de saúde contra a covid-19.

O acordo foi fechado em reunião virtual na terça, 19 de janeiro, com o ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza.

Os sindicalistas ofeceram mão de obra e peças de reposição para os veículos que irão fazer o transporte. O ministro venezuelano disse que a manutenção é a parte mais difícil em razão da escassez de produtos no país.

“É mais uma contribuição do movimento sindical à sociedade brasileira neste momento difícil de crise econômica e sanitária”, diz Miguel Torres, presidente da Força Sindical, da CNTM e do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes.

As centrais sindicais também realizam uma campanha de arrecadação de recursos para ajudar na compra de oxigênio para o Amazonas.

 

CNTM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *