Nota taxa Selic

A opção do Copom (Comitê de Política Monetária) de, novamente, manter a taxa Selic no atual patamar, reafirma que este governo presta um desserviço à classe trabalhadora e à sociedade brasileira apostando mais uma vez no fraco desempenho da economia.

Vale ressaltar que juros altos inibem os investimentos e a geração de novos postos de trabalho. Precisamos urgente combater o desemprego.

Insistimos em dizer que o governo, ao adotar uma política econômica que, nos últimos meses, reduziu os juros a “conta-gotas”, e nas duas últimas reuniões decidiu manter a taxa nos atuais 6,5% a.a., atendeu apenas aos interesses dos banqueiros e dos especuladores.

A taxa Selic continua extremamente proibitiva e, mais uma vez o Brasil, em razão do excessivo conservadorismo de quem dirige a economia do País, perdeu uma excelente oportunidade de apostar no setor produtivo.

O governo precisa, nas próximas reuniões, adotar uma política contundente de redução dos juros. Só assim os investimentos no setor produtivo irão ressurgir, a produção será impulsionada a um patamar mais elevado e, consequentemente, serão criados mais postos de trabalho formais, diminuindo a informalidade e fazendo com que o Brasil volte a caminhar, a passos largos, rumo ao seu desenvolvimento pleno.

 

Miguel Torres

Presidente interino da Força Sindical

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *