Comissão Justiça e Paz apoia luta das centrais em defesa da Previdência

A CBJP – Comissão Brasileira Justiça e Paz da CNBB – Confederação Nacional dos Bispos do Brasil emitiu nota oficial demonstrando apoio à luta das centrais sindicais e dos movimento sociais contra a proposta de reforma da Previdência do governo Bolsonaro.

Segundo o texto, os elogios à proposta divulgados pelos meios de comunicação não são verdadeiros quando dizem que esta Reforma é necessária para o país sair da crise econômica e que sem ela o atual modelo de seguridade social vai quebrar em pouco tempo. “Esta reforma da Previdência, tem que ser firmemente denunciada, pois é a mais injusta e a mais cruel tentativa de demolição dos direitos dos trabalhadores e segurados, garantidos na Constituição Federal”, afirma os membros da CBJP.

No texto, mencionam ainda que as mulheres, os trabalhadores rurais, os idosos, os deficientes e os aposentados por invalidez serão penalizados pela malandragem de cálculos financeiros e pela esperteza contábil de tal reforma. “Homens e mulheres contribuintes deixam de ser pessoas e são transformados em números, servindo aos interesses do “mercado”, isto é, de uma economia desumana”, alertam.

O documento cita ainda a terceirização (lei nº13.429/2017) que na época em que foi discutida , foi criada uma ilusão de que a proposta seria benéfica e, ao contrário disso, aniquilou os direitos trabalhistas, os empregos, os salários e os investimentos privados não voltaram. “Agora renovam as vãs promessas para aprovação desta reforma.”

Leia o documento

Rádio Peão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *