Nota da Força Sindical sobre a redução da taxa Selic

Acertou o remédio, mas errou na dose

O Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) acertou no remédio ao decidir pelo corte na taxa básica de juros, mas errou na dose. Manter a Selic em patamar elevado resulta em consequências danosas para o setor produtivo e para os trabalhadores, como o aumento do desemprego.

A redução é positiva, mas insuficiente. Esperamos, agora, que esta queda anunciada pelo Copom seja o início de uma nova etapa, com juros mais baixos. Reduzir os juros é um primeiro e decisivo passo rumo à recuperação da economia nacional.

Vale destacar que, como a atividade econômica permanece estagnada, o governo perde uma ótima oportunidade de reduzir drasticamente a taxa Selic e, assim, dar uma injeção de ânimo no setor produtivo e na geração de empregos.

Juros nas alturas são uma forma de concentrar cada vez mais renda nas mãos dos grandes banqueiros e rentistas. E o País precisa investir no fomento da produção, na geração de empregos e na distribuição de renda para retomar o caminho do seu crescimento econômico.

Paulo Pereira da Silva (Paulinho da Força)

Presidente da Força Sindical

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *