População desempregada atinge recorde de 12,9 milhões de pessoas

O país registrou o patamar recorde de 12,921 milhões de pessoas desempregadas no trimestre encerrado em janeiro de 2017, dentro da série histórica da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), iniciada no primeiro trimestre de 2012 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado significa que há mais 3,302 milhões de desempregados em relação a um ano antes, o equivalente a um aumento de 34,3%. Ao mesmo tempo, o total de ocupados caiu 1,9% no período de um ano, o equivalente ao fechamento de 1,748 milhão de postos de trabalho.

Como consequência, a taxa de desemprego passou de 9,5% no trimestre até janeiro de 2016 para 12,6% no trimestre até janeiro de 2017, também a mais alta já registrada na série histórica da pesquisa.

A taxa de desemprego só não foi mais elevada porque 726 mil brasileiros migraram para a inatividade no período de um ano. O aumento na população que está fora da força de trabalho foi de 1,1% no trimestre encerrado em janeiro ante o mesmo período de 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *