Insensibilidade social da equipe econômica reduz R$ 4 do salário-mínimo

A redução da previsão para o salário-mínimo de 2018 de R$ 969, que constava na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), para, conforme anúncio do governo, R$ 965 ao fazer a revisão do Orçamento, mostra claramente a insensibilidade social da equipe econômica para com os menos favorecidos economicamente.

Vale ressaltar que a diferença é significativa para muitos setores da sociedade. É bom o ministro da Fazenda não levar em conta apenas os números frios da economia. O salário-mínimo ajuda distribuir a renda e contribui para girar a roda da economia, aumentar o consumo, a demanda e a produção. Enfim, para a promoção do crescimento e da geração de empregos

Pensar no Brasil é, também, pensar nos 22% da população brasileira considerada pobre.

 

Paulo Pereira da Silva (Paulinho)

presidente da Força Sindical

João Carlos Gonçalves (Juruna)

Secretário-geral da Força Sindical

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *